Futsal como Jogo Desportivo Coletivo (JDC)

             Segundo Mesquita (1997), os jogos desportivos coletivos (JDC) constituem um meio formativo por excelência na medida em que a sua prática induz o desenvolvimento de competências e vários planos, de entre as quais se destacam o tático-cognitivo, o técnico e o sócio-afetivo.

         Os JDC têm uma complexidade inerente à sua lógica interna, ampliada pelas dinâmicas funcionais e competências em rede que se estabelecem intra e inter equipas, o que coloca dificuldades na definição de prioridades no âmbito da orientação e condução do processo de jogo/treino (Braz, 2006).

             O Futsal é considerado um JDC porque possui seis características que o insere nesta categoria (Bayer, 1969): um espaço de jogo, alvo que se pretende atacar e outro defender, regras específicas, um agente regulador, uma bola (ou algo semelhante) e colegas de equipa.

        Para Garganta & Gréhaigne (1999) o problema fundamental dos JDC pode ser enunciado da seguinte forma: numa situação de oposição os jogadores devem coordenar as ações com a finalidade de recuperar conservar e fazer progredir a bola, tendo como objetivo criar situações de finalização e marcar golo.

        Segundo Garganta (1994) o ensino do futebol e do futsal centra-se em jogos condicionados visando situações particulares do jogo, decompor o jogo em fases de jogo, princípios de jogo que regulam a aprendizagem, as técnicas que surgem em função da tática e o apelo à inteligência tática. Para o mesmo autor existem indicadores de diferentes níveis de jogo, ou seja, indicadores de qualidade do jogo menos evoluído e indicadores de qualidade do jogo mais evoluído. Os indicadores de qualidade do jogo menos evoluído são aglomeração em torna da bola, uso excessivo das ações individuais, ausência de desmarcações, não participação nas ações defensivas, falar e gesticular frequentemente e desrespeitar as decisões do árbitro. Em contrapartida os indicadores de qualidade do jogo mais evoluído são fazer circular a bola, aclarar (libertar o espaço para portador da bola), criar linhas de passe, observar o jogo não se limitando a olhar para a bola, progredir para a baliza procurando o golo e respeitaras decisões do árbitro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s